Kdenlive/Primeiros Passos

De Cartola

Fotografia e Vídeo | Kdenlive

Tabela de conteúdo

4. Primeiros passos no Kdenlive

Vejam também esse vídeo de uma palestra que ministrei sobre o Kdenlive em 2014. O material complementa a palestra, há coisas aqui não faladas lá e vice-versa.

4.1. Configurações Iniciais

Salvando Leiaute

A primeira coisa que sugiro que façam é gravar o leiaute padrão da ferramenta. A tela do Kdenlive é composta de vários elementos, como veremos a seguir, que podem facilmente ser deslocados de posição ou fechados, deixando de aparecer para uso. Isso dá uma característica interessante, você pode personalizar seu leiaute como preferir. Por outro lado é comum as pessoas mudarem o leiaute sem querer. Pra isso sugiro que salve a disposição padrão dos elementos logo no primeiro uso.

  • Vá no menu "Visualizar" / "Salvar leiaute como" / "Salvar como leiaute 1" - ou em inglês: "View" / "Save Layout As" / "Save As Layout 1"
  • Na janela que aparece, dê o nome que preferir (eu costumo botar "Padrao") e salve no botão "OK"

Proxy Clips

Os clipes de proxy nada mais são do que arquivos criados pelo Kdenlive, com baixa qualidade, apenas para trabalhar com eles durante a edição. Dessa forma fica mais viável trabalhar com vídeos pesados em máquinas menos robustas, e confesso que acho isso bom mesmo em máquinas robustas, pois aplicar uma série de efeitos em tempo real é meio inviável mesmo em ótimas máquinas.

Pra configurar os clipes de proxy para serem gerados automaticamente siga os passos:

  • Com o kdenlive aberto vá no menu Settings / Configure Kdenlive, como na figura abaixo,
Menu de configuração
  • na janela que se abre, selecione a aba "Padrão de Projeto",
Janela de configuração de projeto
  • nessa aba já dá pra ver a opção "Clipe de Proxy", bastando marcá-la,
  • se quiser que o kdenlive crie automaticamente os clipes marque também "Gerar para vídeo maior que" e dê ok,
  • em seguida reinicie o kdenlive para que os clipes de proxy sejam automaticamente criados para vídeos pesados

Referência externa: http://userbase.kde.org/Kdenlive/Manual/Projects_and_Files/Clips

4.2. Chamando o programa

Dependendo do seu sistema operacional e de que ambiente gráfico você usa (KDE, Gnome, XFCE, Unity, etc) pode ser que a kdenlive esteja facilmente acessível em algum menu de aplicações.

No XFCE, por exemplo, ele estará disponível no menu. Basta abri-lo e procurar na categoria correspondente, provavelmente chamada de Multimídia.

No KDE e Gnome também deve ser bem fácil encontrá-lo nos menus.

No Ubuntu padrão, que usa uma interface gráfica chamada Unity, clique sobre o primeiro botão do painel, chamado "Painel Inicial". No campo "Pesquisar" digite "kdenlive".

Quando não há menus de aplicações automaticamente atualizados com a instalação do Kdenlive a maneira mais prática de chamá-lo, e isso se aplicará a várias outras versões de *nix, é abrir um terminal e executar o comando apropriado:

kdenlive

4.3. Entendendo as partes

Uma vez aberto o kdenlive podemos ver sua aparência global. A figura 4.1 mostra a cara do kdenlive versão 0.8.2.1 num Ubuntu 12.04. Até a versão 15.0.8 essas partes não mudaram.

Figura 4.1 - Tela Inicial do Kdenlive

Note que na tela mostrada não aparecem os menus superiores da ferramenta. É que a tela é do ambiente gráfico Unity e neste ambiente os menus são separados de suas janelas e colocados na linha superior da área de trabalho.

Na figura podemos ver as seguintes áreas:

  1. Nesta área ficarão listados os objetos que estão disponíveis para uso, como vídeos, áudios e imagens. Tudo isso é chamado genericamente de clipe. Todos os elementos que você usará pra compor seu vídeo aparecerão aí.
  2. Neste espaço será mostrado o conjunto de coisas que estiver selecionado. Veja abaixo desse espaço que no momento da captura da tela a aba selecionada era a de "Pilha de Efeitos". Podemos ainda selecionar a "Lista de Efeitos" ou as "Transições". Essas listas se referem às coisas que já estão aplicadas a determinada trilha de vídeo ou áudio. Ao selecionarmos uma trilha de vídeo, neste espaço aparecerão os efeitos que estão aplicados sobre ela, se houverem.
  3. Essa é a tela de previsão do seu vídeo. Ela mostra exatamente como ficará seu trabalho no final, só que com menor resolução. Aqui podemos também mandar o vídeo tocar ou parar. Note que há três abas embaixo da área preta da figura. É que aí podemos ver também um único clipe tocando ou a captura da câmera do computador. Essa área, então, serve a esses três propósitos, dependendo do que estiver selecionado, da última coisa que foi clicada.
  4. Essas trilhas representam cada trilha de áudio ou vídeo. O kdenlive trabalha assim, por trilhas. Nas trilhas você poderá colocar os objetos disponíveis na área 1 para que possam então começar a ser trabalhados. O Kdenlive não tem limites de trilhas que podem ser usadas.

4.4. Iniciando o uso

Antes de poder começar a editar com o Kdenlive precisamos colocar a nossa disposição no programa alguns objetos editáveis. Esses objetos são genericamente chamados de "Clipes" e ficam na aba chamada "Árvore do Projeto", mostrada como área 1 na figura 4.1. Inicialmente essa área está vazia. A qualquer momento poderemos incluir os clipes que vão compor nosso vídeo final (imagens, sons, vídeos, títulos, etc), mas antes de poder usá-los temos que disponibilizá-los na tal "Árvore do Projeto".

Há duas formas de colocar seus clipes na lista:

  • com o botão direito na área de clipes (aba "Árvore do Projeto"),
  • no menu "Projeto".
Figura 4.2 - menu da Árvore do Projeto

Nos dois menus que se abrirão teremos as mesmas opções para escolher clipes. Há basicamente dois tipos de opção. A primeira, "Adicionar Clipe", nos permitirá escolher arquivos de áudio, vídeo, imagem, etc, no computador. As demais adições criarão objetos internos ao Kdenlive e teremos que configurá-los ou mesmo criá-los, como é o caso de um "Clipe de Título", onde poderemos editar um texto para aparecer no vídeo, o que também poderia ser feito fora, editando uma imagem no GIMP. Como neste caso, em muitas outras situações é possível chegar a um mesmo resultado de várias maneiras.

Provavelmente você vai adicionar um vídeo em algum momento. Para isso:

  • clique no menu "Projeto" e em seguida "Adicionar Clipe",
  • na janela que se abre escolha seu vídeo em seu computador e dê "OK",
  • se o vídeo não tiver as mesmas proporções de seu projeto você receberá uma mensagem como a da figura 4.3, se for o caso apenas dê "OK",
  • veremos a seguir como ajustar o perfil do projeto.
Figura 4.3 - mensagem de clipe incompatível com perfil do projeto

4.5. O perfil do projeto

O perfil do projeto indica o tamanho do vídeo final do seu projeto. Na prática o tamanho de saída do seu vídeo não precisa ter qualquer relação com os vídeos originais que você está editando, mas claro que, se forem diferentes, isso implica em alguma coisa. Se o perfil do seu projeto tiver um tamanho maior que os seus vídeos de origem, então a qualidade do vídeo final não ficará muito boa. Se os seus vídeos forem maiores ou iguais ao perfil do seu projeto isso garantirá que a qualidade final será pelo menos igual a de seus vídeos originais.

Ao carregar um vídeo com proporções diferentes do perfil do projeto, este deixará margens vazias nas laterais ou nas partes de cima e de baixo. Veja na figura 4.4 um exemplo de faixas laterais em função de um vídeo com proporções 4:3 num projeto com proporções widescreen.

Figura 4.4 - Vídeo original com proporções diferentes do perfil, deixando faixas laterais pretas

Antes mesmo de iniciarmos um novo projeto no Kdenlive este já tem um perfil padrão de projeto e já podemos ver qual é no título da janela do próprio programa. Podemos ver na figura 4.5:

  • que o arquivo ainda não tem nome ("Sem título"),
  • que o perfil do projeto é "HD 1080p 30fps",
  • e que o arquivo já foi modificado e não foi salvo ainda ([modified]).
Figura 4.5 - Título da janela do Kdenlive

Na primeira vez que carregamos um vídeo no projeto podemos ter a oportunidade de ajustar o perfil do projeto.

  1. Se o vídeo carregado tiver a mesma resolução do perfil, nada acontecerá, apenas o vídeo ficará disponível para uso.
  2. Se o vídeo carregado tiver resolução diferente e não existir um perfil com resolução semelhante, receberemos a mensagem da figura 4.6 e só poderemos dar um "OK", aceitando o fato.
  3. Figura 4.6 - Informação de que o vídeo não tem perfil adequado
  4. Se o vídeo carregado tiver resolução diferente e existir um perfil com resolução semelhante, receberemos uma janela com a lista dos perfis que se adequam à resolução do vídeo para escolhermos, como mostra a figura 4.7. Podemos alterar o perfil do projeto ou cancelar para manter o perfil atual.
  5. Figura 4.7 - Escolha do perfil adequado para o vídeo carregado

4.5.1. Selecionando novo perfil manualmente

Independente da escolha que podemos fazer ao carregar um vídeo, podemos a qualquer momento alterar o perfil do projeto. Apesar dessa possibilidade, eu não recomendo que se faça isso depois que sua linha do tempo já contiver trabalhos, pois em geral isso gera problemas. Procure usar isso antes de iniciar seus trabalhos, podendo, porém, já ter carregado clipes para a área de clipes.

  • vamos no menu "Projeto / Configuração de Projeto",
  • a janela da figura 4.8 se abre,
Figura 4.8 - Janela "Configurações de Projeto"
  • no select "Perfil" dentro das opções de "Perfil do Vídeo" selecionamos o perfil desejado,
  • clicamos em "OK",
  • uma nova janela alertando que a mudança não poderá ser desfeita nos é apresentada, se você estiver fazendo isso num projeto já adiantado é melhor salvá-lo antes,
  • clicamos novamente em "OK" e o perfil está mudado.

4.5.2. Criando um novo perfil de projeto

Eu mesmo gosto de gravar vídeos da tela e acho que vídeos com 1024x768 pixels são uma boa pedida para isso. O problema é que o Kdenlive não vem com um perfil de projeto com essa resolução. O que fazer então? Calma, calma, nem tudo está perdido!

  • vamos no menu "Settings / Administrar Perfis de Projeto",
  • a janela da figura 4.9 se abre com o perfil atual selecionado,
Figura 4.9 - Janela "Administrar Perfis de Projeto"
  • se o perfil atual for um dos perfis padrão, todas as opções de alteração aparecem desativadas, como na figura 4.9,
  • antes de criar um novo perfil podemos escolher um que mais se assemelhe ao que queremos, evitando ter que mexer em muita coisa,
  • clicamos então no botão para criar novo perfil, indicado na figura 4.10,
Figura 4.10 - botão para criar novo perfil
  • neste momento os campos todos se tornam editáveis, como na figura 4.11,
  • mudamos o que for necessário para criar nosso novo perfil, por exemplo:
    • na descrição é bom dar um nome que já indique parâmetros do perfil, como resolução e taxa de quadros por segundo,
    • no tamanho botamos a resolução desejada,
    • a taxa de quadros sugere uma conta em função daquelas taxas estranhas, como 29,970 ou 23,976. Essas taxas na verdade são equivalentes a 30000 / 1001 e 24000 / 1001. Para usar números inteiros usamos, por exemplo, 30 / 1,
    • para a razão de aspecto do pixel o melhor é deixar 1 / 1,
    • a proporção da tela deve ser de acordo com a resolução que escolhemos.
  • salvamos então nosso novo perfil, clicando no botão indicado como "1" na figura 4.11,
  • opcionalmente podemos tornar este o perfil padrão para novos projetos clicando no botão "Usar como padrão", o botão "2" na figura 4.11.
Figura 4.11 - criando novo perfil

Depois deste procedimento este perfil estará disponível para ser selecionado como perfil do projeto atual ou qualquer outro criado posteriormente, bem como outros já gravados.

4.5.3. Formatos de Vídeo e o Aspecto do Pixel

Considerando que hoje em dia boa parte dos vídeos que produzimos quando começamos a aprender a editá-los são feitos para a internet eu preferi simplificar na seção anterior o "aspecto do pixel" e sugerir o uso do valor 1/1. Se sua ideia é produzir vídeos profissionalmente, porém, é importante entender este conceito.

Vamos nos basear num exemplo para ilustrar o assunto. Digamos que queremos fazer um DVD usando o perfil do Kdenlive chamado "NTSC 29.97 fps" que usa uma resolução de 720x486. Veja na figura 4.12 a tela de configuração com a escolha deste perfil.

Figura 4.12 - Configurando Perfil NTSC

Podemos notar que a proporção da tela é de 4x3 e que a razão do aspecto de pixel é 8x9. Por que isso? Já vamos entender.

Para ilustrar melhor, considere a criação de uma imagem de um círculo no GIMP para esse formato. O mais natural seria pensarmos que basta criar uma imagem com 720x486 e fazer um círculo nela, certo?

A figura XX.XX mostra a imagem assim criada no GIMP e em seguida como ela fica no Kdenlive com o perfil NTSC mencionado.

Podemos ver que, mesmo tendo criado uma imagem original com o tamanho do perfil do vídeo, a imagem deixou bordas pretas no Kdenlive. Por que isso? A resposta está justamente no aspecto do pixel. Se fizermos a conta 720/486 não dá 4/3, que é a proporção final do vídeo. O ajuste é feito no pixel, que ao invés de ser quadrado é retangular. O Kdenlive poderia fazer duas coisas, encaixar perfeitamente a imagem 720x486 na tela, o que deixaria o círculo oval, ou manter a proporção original da imagem deixando margens na mesma, e é essa segunda opção que ele adota.

Pra fazer uma imagem que se encaixe perfeitamente na tela, temos que pegar a resolução do vídeo, no exemplo 720x486, e colocar a proporção 8x9 nela, o que nos dá 720x547, se optarmos por manter a largura e crescer a altura, o que me parece melhor do que manter a altura e diminuir a largura.

4.6. Colocando os clipes nas trilhas

Depois que temos clipes disponíveis na área a eles destinada, o próximo passo é a colocação dos clipes nas trilhas de edição. Clipes de áudio devem entrar nas trilhas de áudio. Demais clipes entram nas trilhas de vídeo.

As trilhas de edição apresentam os clipes ao longo do tempo, representado pelo eixo horizontal. Se colocarmos dois áudios coexistindo num mesmo intervalo de tempo, o que se consegue colocando um em cima do outro visualmente ali na linha, esses áudios sairão misturados. Já clipes das trilhas de vídeo não se misturarão, pelo menos à princípio. Vídeos localizados na trilha acima de outra aparecerão, encobrindo a imagem dos que estiverem abaixo. Depois de colocados nas trilhas, poderemos compor os vídeos de maneiras diferentes através de efeitos e composições, o que veremos mais adiante.

Para colocar os elementos na linha do tempo:

  • clique no clipe desejado,
  • arraste para a trilha apropriada e solte o botão do mouse, como mostrado na figura 4.12,
    • clipes de áudio devem ser soltos em trilhas de áudio,
    • demais clipes (imagens, cor, vídeos, títulos, etc) devem ser colocados em trilhas de vídeo,
    • se necessário é só criar mais uma trilha de áudio ou vídeo clicando com o botão direito do mouse logo abaixo do título de qualquer trilha e clique em "Inserir trilha",
    • note ainda que é possível soltar mais de um clipe de áudio ou vídeo numa mesma trilha, desde que não no mesmo ponto
Figura 4.12 - Colocando clipe na trilha
  • clique no clipe na trilha e posicione o clipe adequadamente na linha de tempo se necessário, como sugerido na figura 4.13.
Figura 4.13 - Reposicionando clipe na linha do tempo

Depois disso você começa então a editar e compor seu vídeo final, o que é tema do próximo capítulo.

4.7. Salvando e renderizando o projeto

Editores de vídeo não costumam gerar um vídeo quando salvamos o projeto. O projeto salvo guarda apenas as configurações gerais, que insumos nosso projeto usa, onde fizemos cada corte, onde está posicionado cada elemento na linha do tempo, os efeitos usados e suas configurações e por aí vai. O projeto salvo é um arquivo texto bem pequeno que descreve tudo isso. É importante salvar cedo e sempre o seu projeto, embora o Kdenlive tenha um processo de recuperação automática em caso de pane no software ou no computador.

Gerar o vídeo final do seu projeto é um processo chamado "renderização". Pra fazer isso clicamos no botão "renderizar", mostrado na figura acima, e uma janela se abre.

Nessa nova janela podemos:

  1. escolher o formato de saída desejado
  2. configurar a qualidade do vídeo e áudio de saída (áudio com taxa de bits de 128 já é qualidade equivalente a CD)
  3. escolher onde salvar e com que nome
  4. iniciar o processo

Há mais opções do que essas, mas isso é o básico para gerarmos o resultado final do nosso trabalho: nosso vídeo editado.

Veja também no vídeo abaixo o processo para renderizar o vídeo final no Kdenlive.

Referências externas

Ferramentas pessoais
Anúncio